História da Sociedade Brasileira de Tratamento Por Ondas de Choque

A fundação da SBTOC aconteceu no auditório do Hospital Alemão Oswaldo Cruz, com a presença de 23 ortopedistas de várias partes do território brasileiro. Cabe ressaltar que todos são membros titulares da SBOT, alguns dos quais de renome nacional e internacional, nos estimulando a iniciar uma Sociedade com objetivos éticos e científicos bem definidos.

Além dos ortopedistas, também fizeram parte deste evento 2 membros associados e um convidado estrangeiro.

A fundação desta sociedade tem a função: de promover o desenvolvimento da Terapia por Ondas de Choque aplicada ao sistema músculo-esquelético, com especial atenção ao treinamento e à pesquisa; cooperar com outras

associações científicas, nacionais ou estrangeiras, já existentes ou que venham a ser criadas, que tenham objetivos idênticos ou similares; recomendar critérios para a manutenção da qualidade e para o treinamento em nível de pós-graduação no uso da terapia por ondas de choque, pela padronização das indicações e uso de um protocolo, baseado no existente e indicado pela Sociedade Internacional.

A Constituição da SBTOC está intimamente ligada à ISMST, obviamente adequada à legislação brasileira. Os membros efetivos da SBTOC poderão ser somente ortopedistas com título da SBOT, os quais farão parte da diretoria e com direito à voto e poder de decisão.

Além dos membros efetivos, existem os membros honorários, associados e membros promocionais que fazem parte do nascimento desta sociedade.

Os membros associados poderão ser físicos, engenheiros e médicos que tenham o mesmo objetivo de pesquisa e desenvolvimento científico da terapia por ondas de choque.

Os membros promocionais serão entidades ou empresas com real interesse na terapia, especialmente na pesquisa, desenvolvimento e divulgação ética deste novo armamento terapêutico para os cirurgiões ortopedistas.