Somente médicos capacitados podem realizar o Tratamento Por Ondas de Choque

O tratamento utilizando as Ondas de Choque é recomendado para patologias ósseas (retardo de consolidação/pseudoartroses e osteonecrose em grau inicial)  e para o tratamento de tendinites crônicas com ou sem calcificações quando não ocorre a melhora após os tratamentos habituais como medicação, repouso e as várias modalidades de tratamentos fisioterápicos.

É um tratamento aceito pelo Conselho Federal de Medicina fazendo parte da tabela de procedimentos médicos CBHPM desde 2003 e com pareceres favoráveis dos Conselhos Regionais  de Medicina de São Paulo e do Rio de Janeiro. Tem aprovação para uso médico no FDA nos Estados Unidos e na CE da Comunidade Européia. Há vários anos são realizados cursos para capacitação de médicos ortopedistas, fisiatras, e outras especialidades fazendo parte da programação científica dos congressos destas especialidades e da prova de título de especialista em reabilitação.
É um procedimento que tem suas indicações e contra indicações médicas as quais constam do site da Sociedade Brasileira de Tratamento por Ondas de Choque desde 2001 e, apesar de bastante seguro, tem efeitos colaterais podendo produzir a formação de hematomas e eventualmente pneumotórax se atingir o pulmão.

No Brasil é um tratamento realizado após o tratamento da fisioterapia e precedendo um procedimento cirúrgico portanto, é de uso, indicação e aplicação exclusivamente por médicos habilitados que tenham realizados os cursos de treinamento fornecidos pela SBTOC.

Em outros países há autorização para que fisioterapeutas utilizem as chamadas ondas radiais que seriam menos profundas com menor risco ao paciente. Os estudos mostram que tanto as Ondas Focais como as Radiais podem provocar efeitos indesejáveis e assim no Brasil este tratamento obrigatoriamente é de indicação e execução por médicos treinados e certificados pela Sociedade Brasileira de Tratamento por Ondas de Choque.

Temos bastante tempo na prática médica e sabemos que existem muitas situações em que a atuação de profissionais de diferentes formações podem ocorrer. Reconhecemos o valor das modalidades de tratamento que são de uso exclusivo dos fisioterapeutas como Pilates, RPG, bandagens e muitas outras. No caso do tratamento coma as Ondas ele é utilizado quando ocorre a falha do tratamento fisioterápico e o paciente seria eventualmente tratado de forma cirúrgica, portanto nossa recomendação é que os fisioterapeutas encaminhem o paciente para uma avaliação médica especializada quando considerar necessário o tratamento com as Ondas de Choque.

São Paulo, 26 de maio de 2014
Diretoria da SBTOC

© 2023 Sociedade Médica Brasileira de Tratamento por Ondas de Choque.

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?