Por Mauro Meyer
Tratabalho apresentado no 5º Congresso da ISMST, publicado posteriormente no Informativo SBTOC de Julho / 2002

Bursite troncatérica é a inflamação da bursa troncatérica que apresenta como sintoma dor no aspecto lateral do quadril e da bursa irradiando até o joelho através da fasea lata, sendo conhecido também Síndrome do Trato Iliotibial. Foram utilizadas as ondas de  choque para o tratamento de 18 pacientes, com idades entre 40 e 86 anos, com idade média de 60 anos, entre março e junho de 2001 e que já haviam se submetido aos outros métodos de tratamento conservador, com antiinflamatórios, fisioterapia e infiltrações, por mais de 12 meses sem sucesso.

O diagnóstico foi confirmado por exame clínico, mais um espessamento na parede da  bursa na ecografia ou calcificações peritroncatéricas no RX. Foram utilizadas entre 1500 e 3000 impactos dependendo no número de pontos dolorosos. As ondas de choque  foram geradas pelo aparelho Orthima, da Direx com energia variando entre baixa e média densidade.

Em setembro de 2001 os pacientes responderam a um questionário que incluía uma  escala analógica visual (EAV) da dor, onde 0 era continuar como estava antes do  tratamento e dez, o desaparecimento total dos sintomas.

Quinze pacientes ficaram satisfeitos com o tratamento, sendo que destes, cinco deram  nota entre 5 e 7. A repetição do procedimento neste 5 pacientes fez com que apenas  1 continuasse com nota inferior a 8 na EAV.

Conclusão:
As ondas de choque para o tratamento da bursite troncatérica crônica mostram ser um  excelente procedimento com uma alta eficácia naqueles pacientes em que os  procedimentos conservadores falaharam e a próxima alternativa seria a cirurgia.

© 2021 Sociedade Médica Brasileira de Tratamento por Ondas de Choque.

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?